terça-feira, 30 de junho de 2009

O homem mecânico

"A existência no planeta Terra, daquilo que denominamos "homem simulado" é um fato cuidadosamente oculto das massas da humanidade. Embora seja do conhecimento de poucos, pode se tornar e talvez deva se tornar do conhecimento de muitos.A humanidade precisa exercer um grande cuidado no planeta, colocando às claras esses indivíduos que pertencem à classificação do maligno, para que os cordeiros inocentes não sofram pelos seus atos. Temos a esperança de que os crimes hediondos perpetrados por estes seres, contra toda a humanidade, possam, em nome da justiça cósmica, ser corrigidos sem o sofrimento indevido da humanidade em massa. Temos a esperança de exterminar a injustiça cega e a negatividade, saturando o planeta com essas reformas necessárias, as quais através do amor divino, removerão o estandarte dessa opressão que os governantes malignos instituíram na terra há várias gerações.
Lembrar-vos-eis que Jesus, na sua parábola do trigo e do joio, anunciou que um inimigo havia semeado joio em meio ao trigo(Mt.13:24-30,36-43). O joio é a imitação do homem. Jesus disse que eles eram os filhos do "maligno", e que a sua existência é à parte da criação original de Deus. E, uma vez que o nada não tem como criar alguma coisa, aquilo que foi criado, o foi por alguém que, em algum momento, em algum lugar, coletou a informação necessária para criar.
Em muitos casos, aparece escrito na vida de Jesus, que ele se referia a certos indivíduos como a "geração de vìboras", como "hipócritas", e como os "filhos de satanás", dirigindo-se a eles com estas palavras: "Vós pertenceis ao vosso pai, o diabo, e quereis executar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, pois não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, pois é mentiroso e pai da mentira"(joão 8:44). Esta referência, obviamente que faz uma distinção entre todos os homens e alguns homens.
Realmente existem no planeta criaturas que não procedem de Deus - que são uma imitação da verdadeira manifestação. Muitas delas estão conscientemente associadas com os propósitos insípidos e insidiosos dos poderes das trevas. Buscam através da conspiração e do complô, saquear o que há de bom no mundo, jogar irmão contra irmão, confundir, perturbar e destruir a harmonia onde ela existir. Funcionam no plano físico, utilizando e dirigindo suas energias num esforço concentrado contra a Luz. São entretanto, marionetes das "forças espirituais da maldade em altos escalões". E a associação destas forças espirituais negativas, com estes indivíduos malignos que estão encarnados, tem resultado na chacina de muitas almas nobres através das eras.(...)
Na Biblia, estes seres sem alma aparecem referidos pelo termo "o maligno", pois fizeram tudo ao seu alcance para remover outras descrições mais específicas de sua raça - para que a humanidade não os descobrisse, levantando-se em justa indignação contra esses capatazes. Assim, as mortes de João Batista e Jesus, o Cristo, foram tramadas pela falsa raça, que há milhares de anos joga irmão contra irmão, raça contra raça, e que tem feito os filhos de Deus se culparem uns aos outros pelas mortes dos santos.Hoje em dia, como sempre, eles ocupam posições de autoridade e de poder financeiro. Controlam o destino de impérios e buscam eternamente distorcer os propósitos de Deus. O uso indiscriminado de impostos criados sob sua orientação, tem colocado um jugo desproporcional no pescoço da humanidade. O homem mecânico é o lobo em pele de cordeiro. (...)
Existe um espírito muito antigo e maligno que consistentemente envia os ignorantes para distorcer completamente a verdade. E as mentiras que a humanidade profere em vaidade, fracasso e ilusão, algumas vezes são tão grandes que chegam a abalar a fé daqueles que deveriam reconhecer imediatamente a tolice das frivolidades humanas na sua manifestação mais cruel.(...) A verdade está acima e além da esfera da mecanicidade e da carnalidade. Verdade e liberdade são sinônimos. Pois Jesus disse:"A verdade vos libertará"(joão 8:32).(...)
Tendes que exercer autoridade sobre vós mesmos , depois tendes que exercer autoridade sobre os pensamentos que aparecem na vossa mente e que não são corretos, porque sabeis no vosso íntimo que não são corretos. Depois tendes que exercer autoridade sobre esses indivíduos que aparecem na vossa frente com um espírito de desarmonia ou verbalizando negatividade.(...)
Um dos truques mais antigos utilizados pela força sinistra é a projeção do sentimento de compulsão para finalizar o pensamento e a ação do indivíduo. Muitas pessoas se sentem intimidadas em aceitar uma idéia de imediato, ou então rejeitá-la, conforme seja o caso, e muitas vezes as pessoas são catapultadas a situações que não apreciam, simplesmente porque se sentiram compelidas a agir. Não tendes que aceitar qualquer pensamento que não seja compatível com a vossa capacidade. Tampouco deveis vos sentir pressionados a modificar subitamente o curso de ação que traçastes, só porque alguém aparece repentinamente com uma proposta meteórica cruzando os céus do vosso ser.(...)
O fim da divisão e da separação, o fim da destruição causada pela desumanidade entre os homens, está perto, bem na porta."

* Trechos da Pérolas de Sabedoria v.8,nº16, 1965, publicadas pela Summit Lighthouse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Updates

    follow me on Twitter

    Seguidores