quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Como prestar um bom serviço

"Ao prestar serviço, a pessoa não deveria ter qualquer pensamento sobre si mesma. Ela deveria apenas considerar como pode prestar um bom serviço como uma oferenda ao Divino. A pessoa deveria notar a diferença entre Karma(ação) e Karma Yoga(ação como disciplina espiritual). A atividade habitual é motivada pelo interesse pessoal ou pelo desejo de alcançar algum objetivo. Em Karma Yoga, a ação é desprovida de desejo O carma comum é a causa do nascimento, da morte, e do renascimento, enquanto Karma Yoga leva à independência do nascimento. Você deveria considerar todo o serviço como uma forma de Karma Yoga, servindo sem qualquer expectativa de recompensa e sem nem mesmo o sentimento de que está 'servindo' aos outros. Qualquer serviço feito a qualquer pessoa é, realmente, um serviço ao Divino".(Sathya Sai Baba)

terça-feira, 29 de setembro de 2009

A bondade e a compaixão

"Bondade, compaixão, tolerância: através dessas virtudes, a pessoa pode perceber a Divindade nela e nos outros. A suavidade do coração é condenada frequentemente como sendo uma fraqueza, uma covardia e uma falta de inteligência. Dizem que o coração precisa ser endurecido contra a piedade e a caridade, mas esse caminho leva à guerra, à destruicão e à ruína. Somente o amor concede felicidade e paz duradouras. Somente partilhando pode-se reduzir a dor e multiplicar a alegria. As pessoas nascem para compartilhar, servir e dar, e não para se apoderar". (Sathya Sai Baba)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Conhecendo a sua Verdade interior

"Não há necessidade de retirar-se para uma floresta ou para uma caverna para conhecer sua Verdade interior e conquistar sua natureza inferior. De fato, enquanto vive em isolamento, a pessoa não tem oportunidade de exercitar o controle sobre a raiva e outras fraquezas e, dessa maneira, a vitória alcançada pode não ser duradoura ou verdadeira. Vença a batalha da vida; esteja no mundo mas permaneça longe de seus grilhões. Essa é a vitória que você precisa alcançar".(Sathya Sai Baba).

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O homem como parte da natureza

" O homem é uma parte da comunidade humana. A humanidade é uma parte da natureza. A natureza é um membro de Deus. O homem não reconhece essas inter-relações. Hoje, os homens estão esquecendo suas obrigações. O Cosmo é um organismo integral de partes inter-relacionadas. Quando cada um executa seu dever, os benefícios estão disponíveis para todos. O homem tem direito somente a cumprir suas obrigações, e não aos frutos delas. O homem é uma espécie de diretor de palco do que acontece na natureza. Mas, esquecendo de suas responsabilidades, o homem luta por direitos. É tolice lutar por direitos sem cumprir suas obrigações. Todo o caos e todos os conflitos no mundo devem-se ao fato de os homens terem esquecido suas obrigações. Se todos cumprirem seus deveres diligentemente, o mundo será pacífico e próspero".(Sathya Sai Baba).

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A doença física e mental

"A doença - tanto física como mental - é uma reação do corpo causada pelos venenos na mente. Somente uma mente não-contaminada pode assegurar a boa saúde contínua. Os vícios geram doença. Maus pensamentos, maus hábitos e má companhia são ambientes férteis em que a doença prospera. Um sentimento de júbilo e exultação mantém o corpo livre da doença. Os maus hábitos que as pessoas cultivam são as causas principais da doença, tanto física como mental. A cobiça afeta a mente; as decepções tornam as pessoas deprimidas. Você pode justificar sua existencia como um ser humano unicamente pelo cultivo das virtudes. Somente então você se torna um candidato digno de alcançar a Divindade. É o progresso na virtude que anuncia o progresso do homem em direção à Divindade. As virtudes também conferem vigor, habilidade e longos anos de plena juventude. (Sathya Sai Baba)

sábado, 19 de setembro de 2009

A encarnação do amor

"Somente Deus, a encarnação do amor, está sempre com você e em você. Desprovido de amor, o homem não pode existir. O amor é sua vida. O amor é a luz que dissipa a escuridão da ignorância. Aquele que não cultiva o amor nascerá repetidas vezes. Todo aquele que nasce morrerá um dia e todo aquele que morre nascerá outra vez. O nascimento e a morte são os efeitos do mundo objetivo. Como é iludido pelos efeitos, o homem está sujeito ao perigo".(Sathya Sai Baba)

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

O controle da mente

"O que é o controle da mente? De fato, controle significa ser indiferente aos caprichos da mente. É difícil controlar a mente, assim como é difícil segurar o ar em suas mãos. Como pode alguém controlar a mente, que é todo-penetrante na vastidão de seu alcance e de sua compreensão? Quando se compreende que a mente é composta de pensamentos e dúvidas, a forma de conter a mente é a eliminação dos pensamentos. Os pensamentos estão associados aos desejos. Enquanto os desejos permanecerem, não se pode ter desapego. É necessário limitar os desejos. Quando não há restrição alguma, o desejo excessivo torna-se um mal e conduz o homem à miséria. Quando nos esforçamos para controlar o desejo, em seu devido tempo ele evolui para o desapego ou para a renúncia". (Sathya Sai Baba).

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

O valor de um ser humano

"Um bambu é valorizado por sua espessura e sua altura. A cana-de-açucar possui valor pelo seu suco. O valor de um ser humano baseia-se em seu intelecto. Quanto mais a pessoa desenvolve o intelecto, melhor ela se torna. Quando o intelecto declina, o ser humano desce ao nível animal, O valor do homem decaiu, atualmente, porque ele não reconhece a importância do intelecto e da conduta baseada do discernimento adequado. A forma é humana, mas a pessoa está no nível animal. O homem merece a denominação de "animal de duas patas". Tendo conquistado a forma humana, o homem deveria se conduzir com inteligência. Isso é alcançado através da renúncia e da disciplina espiritual".(Sathya Sai Baba)

terça-feira, 15 de setembro de 2009

O limite aos desejos

"Qual é o significado de 'Limite aos Desejos'? As pessoas são enganadas pelos desejos ilimitados e vivem nesse mundo de fantasia. O mais importante é que cada um mantenha os desejos sob controle, coloque neles um limite. As pessoas estão gastando dinheiro demais. Em vez de gastar desordenadamente para seu próprio prazer, uma pessoa deveria usar seus recursos financeiros para o alívio dos pobres e necessitados. Esse é o significado do Programa 'Limite aos Desejos'. Não cometa o erro de pensar que doar dinheiro é tudo o que é necessário, doando aos outros enquanto permite que seus próprios desejos continuem a se multiplicar. Reduza seus desejos, pois os desejos materiais levam a uma vida inquieta e desastrosa. Os desejos são uma prisão. A pessoa pode se libertar somente através do limite a seus desejos".(Sathya Sai Baba)

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

O conceito falso de posse

"Esteja consciente de que todas as coisas pertencem a Deus. Por isso, ninguém pode revindicar algo como sendo seu. Mas as pessoas reivindicam tudo, dizendo "isso é meu". As pessoas estão imersas no conceito falso e tolo de posse; o sentimento de posse está descontrolado em cada pensamento e em cada ação, o que leva ao aumento do ego. O egoísmo precisa ser totalmente erradicado. O sentimento de posse deveria ser banido. Você chegou com as mãos vazias e voltará com as mãos vazias".(Sathya Sai Baba)

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Quando Deus responderá às suas orações por socorro

"Deus responderá a suas orações por socorro somente quando você responder com simpatia às necessidades dos outros. A vida não deveria ser desperdiçada em atividades egoístas, que não considerem a aflição dos outros e sejam insensíveis a seus gemidos. Trate alegria e dor igualmente: de acordo com o Senhor Krishna, isso é equanimidade. Pratique essa equanimidade - esse é o modo de conquistar Sua Graça. Você pode não ser recompensado materialmente por seus atos compassivos, mas não há recompensa maior do que a alegria que você obtém por aliviar a dor dos outros."(Sathya Sai Baba).

sábado, 5 de setembro de 2009

A coragem é a chave para o sucesso

"Você deveria estar preparado para enfrentar cada desafio da vida com coragem. A coragem é a chave para o sucesso. A vida está destinada a oferecer todos os tipos de dificuldades, mas você não deveria se acovardar diante delas. Enfrente cada provação com coragem. Atualmente as pessoas ficam facilmente deprimidas e confusas quando encontram dificuldades. A depressão leva à frustração. Essa não é a maneira de enfrentar os desafios da vida. Você deveria desenvolver a coragem para atravessar a aventura da vida. Apegue-se à verdade, nutra o amor em seu coração, cultive a coragem e enfrente a vida com determinação firme e visão equilibrada. Uma vida assim resultará em realização. As recompensas da vida só podem ser recebidas através do esforço árduo." (Sathya Sai Baba)

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Não há ser algum sem um traço de amor

"Não há ser algum sem um traço de amor. O amor conduz à Bem-aventurança Suprema. pura e duradoura. Muitos buscam essa Bem-aventurança Suprema através de suas relações com outras pessoas, outros tentam alcança-la acumulando fama, poder e riquezas, e alguns poucos tentam obtê-la através da renúncia às posses materiais e aos desejos por prazeres mundanos. Somente o desapego pode conceder a Bem-aventurança Suprema. Os Upanishads proclamam que somente o sacrifício pode conferir a Bem-aventurança da imortalidade. A pessoa deve desistir de todo apego e de toda afeição e, no coração assim liberado, instalar Deus em toda Sua glória. Esse é o único meio de obter a Bem-aventurança eterna que não diminui."(Sathya Sai Baba)

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Só através do amor conseguimos a graça de Deus

"A graça de Deus não pode ser conquistada através das ginásticas da razão, das contorções da ioga ou das negações do ascetismo. Apenas o amor pode conquistá-la. O amor que não precisa de recompensa; o amor que não conhece pechincha; o amor que é oferecido alegremente ao Todo-Amoroso; o amor que não sofre oscilações. Somente o amor pode superar os obstáculos por mais numerosos e poderosos que sejam. Não há força mais efetiva que a pureza, nem bem-aventurança que satisfaça mais que o amor, nem alegria mais renovadora que a devoção por Deus e nem triunfo mais louvável que a rendição."(Sathya Sai Baba)

terça-feira, 1 de setembro de 2009

O homem deve livrar-se do egoísmo e do orgulho

"Como uma preliminar ao serviço abnegado, você precisa alcançar a pureza de coração. Você deve examinar seus motivos e suas habilidades, suas intenções e suas qualificações, e descobrir, por si mesmo, o que espera alcançar através do serviço abnegado. Você deveria livrar-se de qualquer traço de egoismo e também do desejo por fama. Você precisa libertar-se de todo sentimento de "meu" e "teu" e reduzir a cinzas o orgulho que nasce do sentimento de estar oferecendo serviço a alguém mais pobre e menos afortunado. Renuncie ao orgulho do status, da riqueza, da erudição e da posição social, e pratique a humildade, a obediência, a disciplina e a compaixão."(Sathya Sai Baba).

Twitter Updates

    follow me on Twitter

    Seguidores