sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

O nascimento de Jesus

"Quando Jesus nasceu, três reis magos seguiram uma estrela para alcançar seu local de nascimento. Vendo o bebê recém-nascido, curvaram-se em seus corações diante da criança divina. Um sábio disse a Maria: 'Ele ama a Deus'. O segundo sábio disse: 'Deus o ama'. O terceiro homem disse: 'Ele é Deus'. Qual o significado interior desses três pronunciamentos sobre Jesus? A primeira declaração implica que Jesus é um mensageiro de Deus. Um mensageiro pode amar seu mestre, mas o mestre pode não amar tão facilmente seu mensageiro. A segunda declaração implica que Ele é o filho de Deus, pois um pai ama seu filho mais querido. A terceira declaração proclama a unidade do Pai e do Filho. Isso significa que, como o Filho de Deus, Ele tem o direito de ascender ao lugar de seu Pai."(Sathya S. Baba)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Como obter a felicidade

"Se um homem deseja ser feliz, o primeiro exercício que deve fazer é remover de sua mente cada mau pensamento, sentimento e hábito. Tristeza e alegria são frente e verso da mesma experiência. A alegria é quando a dor termina; tristeza é quando a alegria acaba. O que é exatamente tristeza? É apenas uma reação à perda de algo que se ganhou ou o fracasso na obtenção de algo desejado. Portanto, a única maneira de escapar da tristeza e do sofrimento é superar o desejo pelo ilusório. O segredo da felicidade não está em fazer aquilo que se gosta, mas em gostar do que se tem que fazer. Independentemente do trabalho que se deve fazer, você deve fazê-lo com prazer e gosto."(Sathya S. Baba)

domingo, 20 de dezembro de 2009

Não há rosa sem espinhos

"A vida é um mosaico de prazer e dor; a tristeza é um intervalo entre dois momentos de alegria. A paz é uma pausa entre duas guerras. Não há rosa sem espinho; o colhedor diligente evitará as picadas e colherá a flor. Não há abelha sem ferrão; a habilidade reside. a despeito disso, em recolher o mel. Os problemas e as angústias podem assaltá-lo, mas você não deve permitir que eles o desviem do caminho do dever e da dedicação. O mundo hoje é afligido por ansiedade, medo, depressão, ódio, ganância e desconfiança. A única maneira de o mundo corrigir-se é o ser humano perceber seu destino elevado, pois todo homem anseia por duaas bençâos - obtenção de alegria e fuga da dor."(Sathya S. Baba)

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Devemos evitar os prazeres do mundo objetivo

"Enquanto o homem vive uma vida dedicada aos prazeres e vitórias do mundo objetivo, ele não pode escapar da tristeza, do medo e da ansiedade. Não há objeto sem defeito ou imperfeição, não há prazer que não esteja misturado com a dor, não há nenhuma ação que não esteja contaminada com egoísmo. Portanto, seja puro e desenvolva o desapego, o que lhe vai poupar da aflição. As tristezas da vida não podem terminar através do ódio e da injustiça, as quais somente geram mais de sua espécie. A tristeza irá produzir somente pensamentos mais nobres e elevados com experiências que germinam a partir do coração puro, onde o Senhor reside."(Sathya Sai Baba)

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O destino do homem

"A vida na Terra é, como no oceano, sempre agitada, com ondas de alegria e tristeza e de perdas e ganhos, correntezas em turbilhão de desejos e redemoinhos de paixão, cobiça e ódio. Para cruzar o oceano, a única jangada confiável é um coração cheio do amor de Deus e do ser humano. O homem nasce para um propósito elevado, como o herdeiro de uma rica herança. Ele não deveria desperdiçar seu tempo em investigações pequenas e vaidades vulgares. Seu destino é conhecer a Verdade, viver nela e por ela. Apenas a Verdade pode tornar o homem livre e feliz. Se ele não é instigado por esse propósito elevado, a vida é um desperdício e um mero debater-se contra as ondas, pois o mar da vida nunca é calmo."(Sathya S. Baba)

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A gratidão

"A gratidão é uma virtude suprema. A ingratidão é um pecado grave. Não há perdão para a pessoa ingrata. Um homem sem essa virtude suprema de gratidão é pior que um animal cruel. Tendo recebido sua riqueza, educação e habilidades da sociedade, se ele não serve à causa da sociedade, sua riqueza, educação e habilidades são apenas puro desperdício. O homem é uma criatura da sociedade e deve tudo à sociedade. Se você deseja salvaguardar o seu futuro, você deve ser grato àqueles que o ajudaram em seus tempos difíceis e permitiram-lhe atender suas necessidades pessoais."(Sathya S. Baba)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

A felicidade

"O homem deve entender que ele é a causa de sua própria felicidade ou infortúnio, e que tudo que ele busca ou ama não é por causa deles, mas para o seu próprio bem. Por isso, ele precisa compreender através da investigação profunda de sua natureza verdadeira. Para perceber a natureza efêmera de todos os objetos mundanos, o homem deve reconhecer que a felicidade duradoura só pode ser obtida desenvolvendo amor por Deus. 'Não devemos condenar a felicidade mundana. Devemos nos sentir contentes quando as pessoas tem felicidade'. Mas, não creia que essa felicidade seja permanente."(Sathya Sai Baba)

Twitter Updates

    follow me on Twitter

    Seguidores