sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

a atividade destrutiva de um ser irascível ou perturbador, apoiado num ponto de vista egoísta.

"A pessoa irritada, propensa a condenar, que emite pensamentos, sentimentos ou palavras destrutivas contra outra - que está firmada no seu próprio poder - recebe de volta a má qualidade com que carregou esse poder, enquanto que a pessoa equilibrada recebe a energia que a abastece e que automaticamente requalifica pelo seu próprio equilíbrio. Assim, o criador de discórdia através de raiva e condenação, por si se destrói, seu mundo de atividade e seus negócios." (...) "Os discípulos deveriam ter sempre presente que sejam quais forem os erros cometidos, Deus nunca os critica ou condena, mas a cada deslize diz doce e amorosamente: "Levanta-te, meu filho, recomeça a experiência e continua a experimentar, até que finalmente consigas a verdadeira vitória e a liberdade de teu Domínio Divino." ( do Livro de Ouro de Saint Germain )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Updates

    follow me on Twitter

    Seguidores